Archive for Abril 2015

Himitisu Sentai Goranger: Episódio 48!

By : Clock Up
Olá, pessoal.
Uma trama interessante, teamwork e uma sequência de luta com coreografias realmente incríveis (daquele tipo que não se vê mais hoje em dia...).
Pessoalmente, esse episódio me agradou bastante.



Uma das ideias mais geniais do Daita até agora...
Ah, aproveitando pra dizer (mais uma vez), que Janperson está de pé ainda! Aguardem que em breve terá novo lançamento.

Cheers!

Notas de Tradução:

  • Charada do Tarô: "Se você ficar o dia inteiro em frente à uma doceria, o que você receberia?"
    Resposta: "Nada, porque já vai ter anoitecido." — Dessa vez, o trocadilho aqui é com" くれた(kureta) " que significa dar/receber e "暮れた(kureta)" de anoitecer... 



  • Estroboscópio Bomba: Estroboscópio? Que diabo é isso? Caso você não saiba do que se trata, segue um link da wikipedia.

Himitsu Sentai Goranger: Episódio 47

By : Charles William Krüger
Yo, minna.

Cá estamos com mais um episódio de Goranger.

Quero registrar em nome do grupo nosso agradecimento pelas mensagens de apoio e motivação de todos vocês. Vocês são foda! É isso que nos motiva a continuar com este trabalho...

Bem, ele já me parece bem crescidinho...


Não há muito mais a ser dito, então fiquem com mais um interessante episódio. (Estamos quase chegando à casa dos 50...)




JAKQ Dengekitai - Página de Download (Leiam o post com atenção)

By : Charles William Krüger
Isso mesmo!

O segundo Sentai da história, agora legendado em português pelo Rampage Subs. Ué,

Ué, Fanboy? Mas não seria feito só depois que terminassem Goranger? O que houve? Encham o copo de Fanta. É uma longa história. (Ou não)

A princípio, assim que terminássemos Goranger, traduziríamos JAKQ diretamente do áudio japonês, exatamente como fazemos atualmente com o Himitsu Sentai. No entanto, nossos parceiros do fansub estrangeiro Love & Care decidiram assumir JAKQ, obviamente traduzindo a série diretamente do áudio japonês.

Como são nossos parceiros, autorizaram que usássemos os scripts deles para traduzir para português as legendas. Então, de acordo com o ritmo deles, traremos esse Sentai. Ao mesmo tempo em que o ritmo de produção de Goranger segue normal. Ou seja, teremos AMBOS AO MESMO TEMPO.


Finalmente, os brasileiros assistirão vocês...

Bem é isso. Curtam, divulguem e aguardem pelos próximos.

Warera Supaa Sentai.

#Clock Up#

Finalmente, JAKQ Dengekitai!
Olá, galera! Não sei se vocês já perceberam, mas eu sou um fã retardado incondicional de Super Sentai. Porém, apesar de adorar cada uma das séries da franquia, sem excessão, existem algumas que me tocam mais profundamente. JAKQ é justamente uma delas.

Vocês vão notar que do primeiro para o segundo Sentai, existe um abismo enorme. Água e vinho, praticamente. Nesta segunda série, temos várias adições interessantes e vários aspectos únicos. Para começar, JAKQ é uma das quatro equipes a não possuir um membro amarelo. JAKQ também é notório por ter introduzido o conceito do membro adicional que se junta ao time no meio da série. Outra coisa interessante, é que esse esquadrão foi o primeiro a utilizar um "canhão de montar" para finalizar os inimigos.
Além desses aspectos únicos, a série se destaca por ter um clima bem mais dark e brutal do que sua antecessora. Vocês vão notar que os personagens são menos estereotipados e mais "humanos". Aqui, os heróis possuem falhas de caráter, medos e sentimentos palpáveis. Infelizmente esse clima não vai durar até o final da série, porque na época, os produtores perceberam que JAKQ estava "adulto demais" para o público alvo...
Mesmo assim, ainda é uma grande série.
Putz... estou emocionado.

Vou finalizar mandando um grande abraço para meu amigo Angel Cooper, do Love & Care, que tem nos ajudado bastante ultimamente, e que teve a iniciativa de por a mão na massa e trazer JAKQ para nós.

Cheers!


Pequenas considerações sobre escolhas de tradução:

Título: Optamos por traduzir "Dengekitai" como "Tropa de Choque" por uma série de motivos. Primeiramente, pelo fato de "Esquadrão Relâmpago" conflitar com o título de Changeman. Segundo, porque "Dengeki" (escrito com os kanjis de eletricidade+ataque), na verdade se refere ao termo alemão "Blitzkrieg", que é uma conhecida tática utiliazada principalmente pelo Eixo durante a Segunda Guerra Mundial. Consiste de ataques pesados com veículo de deslocamento rápido, contra pontos vulneráveis do inimigo. "Tropa" ao invés de "Esquadrão" foi também uma escolha consciente, uma vez que a palavra "Sentai" já é relacionada à "Esquadrão" pela maioria dos brasileiros, e JAKQ é uma das quatro séries que NÃO leva "Sentai" no nome, ou pelo menos, não completamente.

ISSIS: "International Scientific Special Investigations Squad" (Kokusai Kagaku Tokusou Tai em japonês), é o nome da organização internacional que criou o JAKQ. A tradução literal para português seria. "Esquadrão Científico Internacional de Investigações Especiais", mas por motivo de espaço e tempo de leitura, optamos por encurtar para "Forca Científica de Investigação Internacional".


Love & Care:

Sky79 - Tradução
Shourikan - TLC 
Nemet - QC
Makibishi - Timing
Ais - TLC
Angel - Edição

Link para o blog deles: AQUI!
Raws: Bunny Hat

Episódio 1: Quatro Cartas!! O Trunfo É JAKQ 

Episódio 2: Dois, Dez, Valete!! Destruam a Fábrica Secreta 
Episódio 3: Cinco Flushes!! O Rugido da Pantera
Episódio 4: Um coringa! O crime perfeito
Episódio 5: Três snaps! A balada do traidor                              mp4 | script 

Review do Tio Donald: ToQger

By : RodrigoPatoDonald
ToQger: Uma das melhores coisas da vida é imaginar, por isso é bom ser criança, porque nós, crianças, estamos livres pra imaginar.....




Eu quero começar essa review da maneira MAIS diferente possível. Vou começar com a letra de uma música do ano de 1989 do grupo Trem da Alegria, muito famoso no final dos anos 80 e início dos anos 90 e que define esse seriado chamado ToQger. Vamos voltar ao ano de 1989 e reflitam nessas estrofes e vejam se não define ToQger perfeitamente (e não sejam cínicos... sei que, quando vocês tinham seus 8 anos, vocês escutavam Trem da Alegria... relembrar uma música infantil não vai fazer você menos adulto.... :3 ):

Viagem Para as Estrelas (Michael Sullivan e Paulo Massadas)

Eu desenhei uma lua e um céu
E fiz um trem todo de papel
Pintei um trilho de cada cor
Na direção do planeta amor

Fiz a fumaça da cor do breu
Cada vagão prum amigo meu
Me coloquei bem na direção
Lá vamos nós, coração

Conte comigo
Agora, atenção
Cinco, quatro, três, dois, um, ah!
Soltos no ar, quanta emoção
No nosso trem de ilusão

Pro sonho a gente vai
Por que você não vem?
Viver a vida só faz bem
Pro sonho a gente vai
Por que você não vem?
Me leva junto nesse trem

Eu quero recortar
Uma estrela pra te entregar
Que direção tomar
Não faz mal, deixa o amor guiar
Feche os olhos
Adivinhe....

Viram?? Bem... é sobre isso que fala ToQger. Sobre viagens no trem da imaginação para o mundo dos sonhos. Há algo de errado nisso? Claro que não. Afinal, foi graças as nossas imaginações que podemos sonhar que éramos os nossos heróis na nossa infância. Correto?

ToQger, pelo que acompanhei no último ano que se acompanhou, é uma série de extremos mais acentuados (mais do que Goseiger): ou você a ama ou você a odeia. Pelo que andei pesquisando (e analisando), a série é amada pela MAIORIA dos jovens de 22 anos pra baixo. Mas é odiada pela MAIORIA dos veteranos de 30 anos pra cima. Por quê?

Os mais jovens a amaram. Se identificaram com os personagens. Segundo o ponto de vista deles, a série representa a síntese de que tudo é possível se você tiver força de vontade e imaginação. Eles se identificaram pelo fato dos heróis serem de suas faixas etárias aproximadamente. Muitos jovens acharam a trama séria, com humor usado na medida certa para amenizar a seriedade da mesma. Eles acharam os vilões legais e maus.

Agora os mais velhos odiaram a série. Acharam os heróis infantis demais. Uma trama sem sobriedade e sem um tom soturno como as séries dos anos 80 (sempre comparando com os sentais dos anos 80). Reclamam do abuso de CG. Acharam uma trilha sonora para "adolescente debiloide" (como já vi em alguns comentários na net). Atores fracos que não lutavam destransformados como na década de 80. Teve beijo gay. Enfim, vamos lá...

Quando eu comecei a ver ToQger, eu pensei comigo mesmo: "como eu vou ver a série: como um veterano ou como novato?". Vimos acima que os dois grupos tiveram perspectivas sobre a série. Mas, se é para comparar (o que não é errado), vamos comparar.

Apesar da temática infantil (trens e imaginação), ToQger conseguiu resgatar a essência de muitos sentais da segunda metade da década de 80, quando os sentais de 85 até 89, apelavam para a força bruta e com um roteiro que apela MUITO mais para o drama do que pra qualquer outra coisa. Em ToQger, essa fórmula foi resgatada. Os heróis apanham MUITO. Temos uma dose de mistério incrível. Mas, também, temos os dramas. Vamos encontrar em ToQger, situações trágicas. Já começa com o primeiro episódio: será que nossos heróis estavam mortos? Será que eles ressuscitaram? Qual é o seu real mistério? E vocês acham que só do lado dos heróis tivemos drama? Claro que não! No lado dos vilões também. Tivemos uma história de amor proibido. Tivemos história de traição. Vingança e manipulação. Enfim, muitas situações vividas por adultos.

Aí é que está. Se a série fosse focada SÓ em situações dramáticas, com certeza a série seria algo enfadonha. Aí, usa-se da mesma tática que foi feita em Kamen Rider Den-O: usar o humor para amenizar o drama. Esse recurso foi MUITO usado por roteiristas de sentais dos anos 80. Changeman, por exemplo, é uma prova disso. Uma série carregada de drama e adrenalina. Mas foi uma série que teve MUITOS episódios dedicados a banalidade e a futilidade, como os dos bonecos assassinos, a casa de doces, o do Oozora cantando atirei o pau no gato entre outros. ToQger também foi uma série assim. É uma série onde o drama foi explorado ao extremo. E que precisava desse humor para amenizar o drama e os sofrimentos que as duas equipes (heróis e vilões) passavam. Por isso, vamos encontrar episódios banais em ToQer, como o da casa de banho, dos pintinhos na cabeça e no deu a louca nos contos de fada. Apesar dessas derrapadas, ToQger conseguiu cativar, do mesmo modo que muitos sentais oitentistas. Você se sente envolvido com os personagens. Não digo que os heróis evoluíram (teve um motivo especial para isso, que nos é apresentado no último episódio da série), mas eles mostraram que superaram as dificuldades com primor.

A estória nos é contada da seguinte forma: 5 jovens são contratados por uma empresa espiritual de imaginação, a Rainbow Line,  para combater a Shadow Line, um império que quer acabar com a imaginação, encobrindo o planeta de trevas humanas. Nossos heróis passam por diversas situações, até se encontrarem com Zaran, que adota o nome terrestre de Akira Nichijo, para auxiliar os heróis no combate aos vilões.

Os heróis passam por diversas situações. Entre elas, sofrerem com os diversos ataques sutis dos vilões. Aliás, isso é um show a parte. O visual dos vilões é algo glamouroso, baseada no figurino inglês na época da Revolução Industrial. Outra coisa da Inglaterra que os vilões herdaram foram os títulos (Imperadores, barões, inspetores, madames, condes, duques, marqueses, viscondes e etc). Com exceção ao Zed, não digo que eles eram fortes, mas, eles eram bem perversos. Mas deram MUITO trabalho na reta final do sentai.

Aliás, os 15 episódios finais são uma maravilha. Um combo de episódios com belas cenas de lutas e ação dirigidas no momento certo e com maestria, em situações eletrizantes. O episódio em que Hikari e Raito invadem o prédio e derrotam um exército inteiro DESTRANFORMADOS quebra o mito que muitos toku-fãs defendem de que "tokus atuais não lutam destransformados mais como os de antigamente", sendo que ToQger provou o contrário. E esse não foi o ÚNICO episódio assim. Tivemos muitos outros episódios dos heróis lutando no mano-a-mano, lembrando e MUITO os heróis dos anos 80. E detalhe: eles são versados em artes marciais, lutando disciplinadamente.

Ah, e sobre a polêmica do "selo gay" que tem em Toqger. Sim! Teve! Mas primeiro, Zaran NÃO é humano! Ele não sabe os costumes dos humanos. Isso ele vai aprendendo aos poucos. Ele não tem maldade. Segundo: embora ele estivesse pronto para descobrir o que é beijar, o beijo NÃO foi intencional. Ele só beijou aquele Otaku porque Tokatti tropeçou naquela pedra e empurrou o otaku para o os lábios de Zaran. Terceiro: lamento lhes informar, mas, ToQger não foi pioneiro em "selinho gay". Flashman foi o pioneiro, já que em Flashman, o selo  gay também foi realizado de forma involuntária.

A história foi conduzida de forma perfeita. Aquele evento final foi marcante. Dos 20 sentais que eu vi, ToQger foi o segundo sentai que me fez chorar. E chorei em duas ocasiões: no sacrifício que Raito faz pelos seus amigos e a recompensa dele no final  por ter feito tal sacrifício. ToQger foi uma série que mexeu no meu ranking de sentais e me fez ver os mesmos com outros olhos. Agora, ele ocupa o meu sexto lugar, perdendo apenas para Boukenger (meu favorito), Turboranger (2), Kakuranger (3), Megaranger (4) e Liveman (5). Sei que muitos ainda vão torcer o nariz para ToQger, por cobrarem uma postura de sentais antigos, mas, se vocês forem assistirem para comparar, não vão gostar. ToQger tem MUITOS elementos de sentais antigos. Basta vocês olharem com atenção. ToQger está isenta de falhas? Claro que não! Ela tem tantas falhas como qualquer sentai (e produção toku). Admito que a franquia super sentai precisa de uma pausa URGENTE! Mas, enquanto tiver gente comprando bonequinhos e robozinhos dos mesmos, eles vão continuar. Mas ToQger é uma série que não se pode ser descartada. Muito pelo contrário. É uma série que, pelo menos para a MINHA pessoa, me cativou bastante. A cada episódio que terminava, me vinha uma música infantil na minha cabeça: "Ponha tudo que é triste dentro de um balão... mande-o pro espaço para outra dimensão..." :)


Sukeban Deka II (1986) Episódio 09

By : Goggle Red
Ficção e realidade se confundem neste episódio, que conta com a participação mais que especial do Onyanko Club. O grupo foi, sem dúvida, o maior fenômeno musical do cenário J-Pop nos anos 80. Tendo possuído mais de 50 integrantes ao longo de sua existência (onde cada uma recebia o título de "Gatinha do Onyanko"), o conjunto também teve em suas fileiras Akie Yoshizawa_ a intérprete de Yukino nesta série.
Esta aventura destaca ainda outra membro famosa do Onyanko, Sayuri Kokusho. Com seu nome discretamente modificado para Saori Kokubun, ela se coloca no centro de uma roda viva envolvendo ambição, paixão e até vingança.

Já os fãs de música irão se deleitar com a atuação inesquecível do Onyanko Club por aqui. Ao longo do episódio, poderemos ouvir nada menos que quatro canções_ quase todas de 1985_ tiradas do repertório do conjunto, que estava em seu auge na época da exibição. Logo no início, é "Oyoshi ni Natte ne Teacher" que aparece, recriando uma abertura para o programa de TV "Yuuyake Nyan Nyan"_ que também chegou a ser transmitido na vida real, com o Onyanko à sua frente.

A canção seguinte, "Ushiroyubi Sasaregumi" poderá ser reconhecida por alguns fanáticos por animes. Isso porque ela foi usada como uma das opening themes de "High School Kinengumi", em 1985. Lançada sob a assinatura do dueto de mesmo nome_ composto por duas membros do Onyanko, Mamiko Takai e Yukiko Iwai (Yuuyu)_, essa música, de certa forma, ajuda a explicar o domínio que o Onyanko exercia sobre a música pop japonesa daquela época, pois o Ushiroyubi Sasaregumi era apenas uma das várias dissidências paralelas de solos, duetos e trios que derivavam constantemente do grupo principal.

Dentre tantos sucessos, um que não poderia faltar é "Selafuku wo Nukasanai de". Trata-se da canção que nomeia o primeiro single lançado pelo Onyanko Club, na metade de 1985. Neste episódio, a música serve como trilha na inusitada cena em que as Gatinhas do Onyanko saem pessoalmente pelas ruas de Harajuku, em busca da companheira desaparecida_ causando muito tumulto e surpresa.

E, encerrando este capítulo memorável de nosso seriado, ouviremos "Valentine Kiss", de 1986. Lançada como primeira canção-solo de Sayuri Kokusho, ela surge aqui bastante oportuna, principalmente porque fecha com chave de ouro sua atuação de protagonista da história_ onde, à essa altura, ela já fazia questão de interpretar a si mesma.

Matando as saudades do meu tempo de tradutor principal_ algo que eu não fazia com Sukeban Deka desde o término da nossa Season I_, este episódio teve toda sua tradução feita por mim, e logo depois contou com o inestimável trabalho do restante da equipe, até que chegássemos no material final_ que poderá ser conferido a partir de agora.

Himitsu Sentai Goranger: Episódio 46!

By : Clock Up
Bom dia, pessoal.

Imagination? O_o

##Desabafo##

Antes de mais nada, vou aproveitar esse post de lançamento pra agradecer a todos vocês que vêm curtindo e participando do nosso trabalho. Fiquem sabendo que amamos CADA UM de vocês! Sério!
Afinal de contas, qual seria o motivo de legendar uma série se não fosse para compartilhar com os nossos amigos? Super Sentai é incrível demais para ficar restrito apenas ao Japão.

No entanto, nos últimos dias, temos sido bombardeados por comentários de caráter duvidoso. Parece que nem todos possuem a mesma fé em nossa equipe, o que até aí, não chega a ser um problema. O problema começa quando isso se torna agressivo e rude. Uma pessoa chegou a postar em uma rede social algo como:

"Estou desistindo de acompanhar Goranger porque depender da boa vontade dos outros é péssimo..."

Me permitam ser um pouco arrogante agora. Nossa tradutora responsável por Goranger, a Mio-sama é sem sombra de dúvidas uma pessoa capaz e confiante no próprio trabalho. Nem um de nós duvida que ela será capaz de terminar a série sem grandes problemas. Toda a equipe está empolgada e motivada, e não há motivo algum para pensarem que não terminaremos. A não ser, é claro, que alguma empresa licenciada como a Shout Factory decida pegar a série.
Apesar de tudo isso, a equipe ainda é formada por pessoas, e pessoas muitas vezes possuem imprevistos ou outros compromissos. Talvez por isso, a regularidade não seja tão exata quanto vocês gostariam.
Vou finalizar o assunto dizendo que alguém que não consegue esperar uma ou duas semanas para ver o próximo episódio e prefere desistir de ver, talvez não ame Super Sentai tanto quanto nós amamos...


Bom, chega! Fiquem com mais este episódio de Goranger, e desculpem por ter escrito essa text wall aí em cima...

Notas de Tradução:

Charada do Tarou: Dessa vez ele faz um jogo de palavras com "Anko", que é um doce de feijão vermelho e "Ankou", que se refere à família de peixes científicamente chamada de Lophiidae.

Momo Seseri: O novo equipamento da Momoranger. Tem a forma de uma せせり蝶 (Seseri chou), uma espécie de borboleta.

Provocação do Kiranger: Em um certo ponto do episódio, o Kiranger diz "Koko made oide, amazake Shinjou - Literalmente "Se vier até aqui, vou te dar sakê doce" Esta é uma frase tradicionalmente usada para para incentivar bebês a andarem, ou para provocar alguém que não consegue chegar até você. Dentro do episódio, traduzimos ela livremente para evitar confusões.




Sukeban Deka II (1986) Episódio 08

By : Goggle Red
O episódio de hoje, ao mesmo tempo que encerra o ano de pré-temporada desta série, trás a esperada participação de Kanako Maeda, a Momoko/Pink Mask de Maskman (meu Super Sentai favorito!) em seu primeiro trabalho como atriz. Além desse delicioso atrativo, a história que veremos agora é também a primeira que evoca a terra natal de Saki, Tosa. Diante de seu passado obscuro, a ideia definitiva de um lar soa para a heroína algo cara, porém jamais mesquinha. Ciente do que esse sentimento significa, a compreensão de Saki para com Rei Hwa_ uma colega com porte de rival, vivida por Kanako_ buscará libertar uma outra cidade, que nada lhe diz respeito_ Yokohama_, do jugo de um assombroso DJ. Misteriosamente, ele é capaz de manipular, através de códigos secretos em suas transmissões de rádio, os jovens que a povoam.
À parte deste meu comentário, vale também que eu deixe por aqui, como nota da coordenação, o excelente trabalho de tradução e de revisão feito pelo restante da equipe neste episódio, ao manter o original do Skaro Hunting Society (fansub no qual baseamos nossas legendas) para o nome da coadjuvante nele presente. Inicialmente um trabalho dúbio, até que se chegasse no definitivo "Rei Hwa" foi preciso que eu descartasse transcrições como "Reika" (mais próxima do japonês), "Reifar" (presente em uma de minhas fontes de pesquisa), e outras, relacionadas à pronúncia que pode ser escutada no áudio_ "Rei Fa". Com meu total apoio, "Rei Hwa" dá à personagem um certo ar de origem vietnamita ou norte-coreana_ sem afastá-la de sua relação com a cosmopolita Yokohama, como narra-se no centro da história.

Janperson voltará semana que vem. Não se desesperem.

By : Charles William Krüger
Yo, minna.

Aviso rápido: faz algum tempo que não lançamos Janperson, mas o projeto segue firme e forte. Estamos trabalhando normalmente na série. Semana que vem, voltaremos com tudo, trazendo um "pacote" com alguns episódios.

Então, não se preocupem.

E continuará aqui no Rampage até terminarmos a série

É isso. Abraço a todos.

Parabéns, Goranger! Parabéns, Super Sentai! Comemorem baixando Goranger 45!

By : Charles William Krüger
Yo, minna.

Há exatos quarenta anos, ia ao ar o primeiro episódio de Goranger. Acho que a Toei e todos os envolvidos não tinham noção do legado que começavam a criar.

Nestas quatro décadas de séries ininterruptas, mais de duzentos heróis coloridos, quase dois mil episódios, e incontáveis momentos de adrenalina, emoção, aventura, humor, drama e muitos outros sentimentos.

Embora os Sentais tenham muitas coisas em comum entre si, cada série teve sua própria personalidade, seu próprio sabor. Seu próprio diferencial. Pergunte a qualquer fã qual seu Sentai favorito, e veja a dificuldade que ele provavelmente terá em fazer a escolha.

E todos esses 40 anos de magia começaram com Goranger.



Os créditos desta linda imagem são dos amigos do Mega Sentai Brasil

 
Para nós, do Rampage, esta data tem um significado ainda maior, uma vez que o primeiro Sentai está sendo legendado por nossa brava equipe. Vocês não são capazes de imaginar o orgulho que sentimos, nem o número de noites maldormidas trabalhando na série.

Aproveitamos para agradecer o pessoal do Mega Sentai Brasil pelo apoio ao nosso trabalho, por divulgar os Super Sentais e, particularmente, por ter falado muito sobre Goranger ultimamente. Isso tem sido importante para nós, e para todos os fãs da franquia.

Sem mais delongas, baixem o episódio 45, mas, ANTES, leiam as notas abaixo:

Notas de tradução:


  • Charada do Tarou - "Qual é a fruta que mesmo quando tem uma só, conta como seis?" Resposta: Morango. Morango, em japonês, se diz "Ichigo". Mas Ichi também significa 1. E Go também pode significar 5. Ichi (1) + Go (5) = 6.


  • Oshiruko - Uma espécie de sopa de doce de feijão vermelho. Mais detalhes aqui.


Sukeban Deka II (1986) Episódio 07

By : Goggle Red
Quando a voz dos inocentes não é suficiente para mudar o mundo (nem ao menos o mundo ao nosso redor), o sentimento deles pode, pelo menos, fazer valer sua existência. O inocente, no caso do episódio de hoje, é o garotinho Yutaka. Solitário num convento de freiras, ele encontrará forças na irmã Saki (!) para continuar acreditando numa outra inocência, que o complementa: a do seu irmão Yoichi.
Também perseguido por uma das ramificações do Seirokai_ e de Kage no Soto_, Yoichi passa esta aventura iludido do início ao fim. Chega a acreditar, inclusive, que Soto é a solução para seus problemas_ em outra amostra do quão vil e enganosa é a propaganda do principal vilão da série, cada vez maior em influência. A ação no fim do episódio, filmada em slow motion, surge como a melhor resposta da heroína diante de mais um rival comandado pelas trevas, numa luta movida mais pela emoção do que pela força.

- Copyright © Rampage Subs - Rampage Subs - Powered by Blogger - -